terça-feira, 30 de outubro de 2012

Encontro com coordenadores retoma novos trabalhos na Catequese da Arquidiocese de Maceió


 Aconteceu no dia 27 Out no auditório do Seminário Provincial Nossa Senhora da Assunção, o encontro de formação de coordenadores paroquiais de Animação Bíblico-Catequética da Arquidiocese de Maceió. O encontro chamado RETOMADA AOS NOVOS TRABALHOS reuniu sessenta paróquias e teve a presença de cento e dezoito coordenadores e vice-coordenadores, um marco na comissão arquidiocesana. Com essa participação marcante a comissão arquidiocesana se encoraja para realizar os grandes eventos previsto para 2012 e 2013. 

O encontro iniciou com cantos de acolhida realizado pelos seminaristas Jan Carlos e Jamerson logo em seguida Pe. Marcio Manuel Vice-Reitor do seminário fez o momento de oração inicial dando boas vindas e parabenizando toda equipe pelo empenho em proporcionar um momento de encontro com os coordenadores de catequese da arquidiocese de Maceió e também pelo sim dos coordenadores por se fazer presentes a esse encontro.

Em um momento de formação Luiz Carlos, membro da comissão falou sobre o ano da fé, disse que o ano da fé é o momento para rever nossas práticas cristã católica principalmente no aprofundamento da nossa espiritualidade que tem como ápice a eucaristia, mas que também outros exercícios ajudam na prática cristã catequética que seriam a recitação do terço, adoração ao santíssimo sacramento, estudo bíblico etc. Tudo isso para nos ajudar a testemunhar Jesus Cristo no hoje da nossa história. Durante a apresentação da programação 2013, o coordenador da Comissão Arquidiocesana para a Animação Bíblico-Catequética, Pe Márcio Roberto, apresentou os quatro polos do INSTITUTO ARQUIDIOCESANO DE FORMAÇÃO BÍBLICO-CATEQUÉTICO, nas cidades de Novo Lino, União dos Palmares, Atalaia e Matriz do Camaragibe que irá atender os catequistas do interior facilitando o ingresso na formação de vários catequistas. A assembléia arquidiocesana de catequese acontecerá nos dia 25 e 26 de janeiro de 2013, a eleição dos coordenadores setoriais, o projeto Lectio Nautas, o dia do catequista e o retiro para os catequistas da Arquidiocese de Maceió.

O encontro foi marcado por várias novidades, entre elas o Círio da Fé uma estrutura semelhante ao círio pascal, sendo que o primeiro trás os símbolos do ano da fé que passará em todas as paróquias, no qual os catequistas locais serão responsáveis para realizar em suas paróquias uma noite ou um dia de oração, refletindo sobre o catecismo da Igreja católica, ou sobre um dos documentos conciliares, ou uma vigília de intercessão pela evangelização e pelos missionários. A passagem do Círio terá início no dia 16 Nov 12 na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Vergel do Lago) e terá a sua culminância no dia 17 Nov 13, no encerramento do I NORDESTÃO DE CATEQUESE que acontecerá em Maceió-AL. 

No final da apresentação da agenda da programação para 2013 por unanimidade todos os coordenadores presentes, acolheram com uma calorosa salva de palmas os trabalhos colocados pela comissão, onde foi expresso por vários catequistas palavras de agradecimento pela iniciativa  afirmando que estarão juntos com a equipe arquidiocesana nessa retomada.

Encerrando o encontro, houve um momento celebrativo: “Palavra como mel em minha boca”, no qual Pe Márcio Roberto através de sua fala aproveitou o ensejo para sinalizar como um marco histórico de retomada. os trabalhos de articulação paroquial de catequese para a vida da Igreja na nossa Arquidiocese. Esse momento e seus frutos irão produzir uma nova dinâmica na Animação Bíblico-Catequética. Cada participante recebeu um frasco com mel como símbolo do compromisso deste encontro para sair animando, envolvendo e fazendo da Animação Bíblica-Catequética um mel que dá gosto, que é gostoso de engolir, que faz bem para a saúde e desta forma contagiando toda a Animação Bíblico-Catequética, nas famílias, nas comunidades, na liturgia, na iniciação à vida cristã e motivar cada vez mais os nossos catequistas e também articular a coordenação em conjunto com as coordenações dos setores e arquidiocesana. 

Fonte: cacmaceiocom.br

Diocese de Penedo realiza encontro de formação de Catequistas

Aconteceu entre os dias 26, 27 e 28 de outubro na diocese de Penedo, o encontro de Formação de Catequistas.Cheios de entusiasmo e animação, os catequistas das diversas paróquias da Diocese chegaram ao Centro de Treinamento Diocesano, almejando aprofundar o conhecimento sobre a catequese mistagógica.

Após o jantar, todos se reuniram no Plenário para dar início ao encontro. Pe. Samuel apresentou a programação do encontro e começou a apresentar uma síntese sobre a carta pontifícia “Porta Fidei”, sobre o Ano da Fé.

O encontro contou com a presença do Pe. Elison Silva coordenador do Regional Nordeste 2 para a Animação Bíblico-Catequética que iniciou sua palestra fazendo uma releitura histórica dos eventos que ocorreram do Concílio Vaticano II até o Sínodo dos Bispos (2012) à luz da ação catequética, enfatizando a busca da Igreja pelo retorno ao modelo de iniciação cristã e vivência do discipulado.

“A palavra-chave na catequese é encontro. A catequese não é doutrinação, nem reunião, ela é local de encontro com Jesus. Esse encontro é chamado, chamado que desperta no indivíduo a conversão (mudança de vida), alimentada pela prática do discipulado, pelo seguimento, pela realização da missão”.

“O grande desafio da catequese é produzir esse encontro. Como realizar esse encontro quando muitos ainda não fizeram essa experiência?”

Segundo Pe. Elison Silva, a catequese mistagógica deve ajudar ao catequizando a vivenciar a experiência do encontro com Deus, encontro transformador da vida, encontro impulsionador para a concretização do Reino de Deus já presente entre nós.


Durante o Encontro de Formação de Catequistas, a Comissão Diocesana de Animação Bíblico-Catequética reservou um momento para se reunir com o Coordenador do Regional Nordeste 2 para a Animação Bíblico-Catequética Pe. Elison Silva.

Durante a reunião foi apresentada a proposta de formação para catequistas para o ano de 2013. A Comissão optou pela manutenção do mesmo sistema deste ano, isto é, 03 encontros de formação, 01 retiro e 01 assembleia de avaliação e planejamento de atividades.

Com relação a temática para o próximo ano, ficou em aberto para discussões posteriores pois a equipe preferiu discutir mais sobre como abordar o Ano da Fé, com seus desdobramentos (Concílio Vaticano II, Profissão da Fé e Sagrada Escritura) e a Campanha da Fraternidade e Jornada Mundial da Juventude.

Fonte: http://catequesepenedo.blogspot.com.br/

Arquidiocese da Paraíba realiza encontro com a equipe Arquidiocesana de Catequese

Aconteceu na manhã do dia vinte e um de outubro do corrente ano, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, em Miramar, sob a coordenação do Pe. José Carlos Ferreira Serafim, o encontro que acontece mensalmente nos terceiros domingos para coordenadores paroquiais, representantes das regiões pastorais e demais catequistas da Arquidiocese da Paraíba.

O assunto em pauta tratou da avaliação sobre a dimensão celebrativa, incluindo a Catequese de Iniciação Cristã, ( eis que a catequese como educação da fé e a liturgia como celebração da fé são duas funções da única missão evangelizadora da Igreja), resultado do VER de todas as Regiões Pastorais com o fim de ILUMINAR as propostas para o AGIR que será objeto da 3ª Sessão Sinodal a se realizar em novembro vindouro. 

Participaram cerca de vinte e cinco catequistas das paróquias das regiões Centro, Conjuntos, Praia Norte, Praia Sul e Vale do Mamanguape, que atuam na catequese de Iniciação Cristã e Liturgia. 

Fonte: http://arquicatequesepb.blogspot.com.br

Comissão Diocesana de Cajazeiras se reúne com o Bispo Dom José González Alonso


A Comissão Diocesana Pastoral para Animação Bíblico-Catequética da Diocese de Cajazeiras/PB, se reuniu na manhã de ontem dia 13, com a finalidade de dar continuidade aos preparativos para o 1º Congresso Diocesano de Catequese que se realizará de 16 a 18 de novembro no Centro Pastoral Dom matias Patrício de Macedo  na cidade de Cajazeiras/PB. Em seguida o Pe. Franciarley Duarte – Coordenador  Diocesano de Catequese apresentou a comissão ao nosso Bispo Diocesano  Dom José González Alonso. Na ocasião, o Sr. Bispo pediu que a comissão se apresentasse e apresentasse  as metas de trabalho, como também o trabalho já realizado. Em seguida deu algumas orientações sobre a catequese, e insistiu que alertasse os Padres das Paróquias da Diocese sobre os novos métodos catequéticos.

Fonte: http://catequesediocajazeiras.blogspot.com.br

sábado, 20 de outubro de 2012

Diocese de Patos realizará o I Congresso Diocesano de Catequese


 

Acontecerá entre os dias 9 e 11 de novembro na diocese  de Patos o I Congresso Diocesano de Catequese com o tema "Igreja: Casa da Iniciação Cristã!" tendo como assessor o Pe Elison Silva - Coordenador da Comissão Regional pastoral para a Animação Bíblico-Catequese.

sábado, 13 de outubro de 2012

Aniversário de Dom Mariano

Amigo Dom Mariano Manzana

Esta data tem um significado todo especial. Mais um ano de conquistas e vitórias em sua vida. A Comissão Regional Nordeste 2 para a Animação Bíblico-Catequética e todos os catequistas tem a honra de demonstrar toda amizade e alegria no transcurso de mais uma data  natalícia, formulando votos de felicidades extensivos à digníssima família. 


Pe Elison Silva dos Santos
Coordenador da Comissão Regional Nordeste 2 para a
Animação Bíblico-Catequética

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Notícias do Sínodo dos Bispos 01 - Pe. Lima


A SOLENE LITURGIA DE ABERTURA DO SÍNODO


Estou em Roma, no Vaticano, participando da XIII Assembleia dos bispos como assessor; faço parte do corpo de secretários que auxiliam a Secretaria Geral na redação e confecção dos textos. Alguns irmãos e amigos sugeriram que mantivesse comunicação constate. Para isso vou procurar transmitir, através desse meio, as impressões e algum conteúdo que eu possa transmitir, pois há bastante restrição por parte dos Regulamentos do Sínodo.

Hoje, dia 07 de Outubro pela manhã, houve a solene Eucaristia presidida por Bento XVI que oficialmente deu início ao Sínodo dos Bispos. Foi uma liturgia daquelas que só no Vaticano pode-se admirar e participar, dada sua magnitude, solenidade, pompa e circunstância. Presentes a maioria dos delegados das Conferências Episcopais, aqueles que foram especialmente convidados pelo Papa, e todo o pessoal de serviço, como é o meu caso (alguns ainda estão chegando). Participavam também muitos cardeais, arcebispos, bispos e oficiais da Cúria Romana. O brilho da liturgia, realizada na Praça São Pedro, era visível quer pela esplendor dos paramentos, quer pela harmonia dos corais, do órgão e da orquestra de metais (me extasiei!). Todos concelebrantes estavam ricamente paramentados: os mais de cem sacerdotes estavam com casula verde, os bispos, arcebispos e cardeais com suas insígnias litúrgicas, como também os inúmeros diáconos. Destacavam-se, pelas cores muito vivas e variedade de formas de paramentos e mitras, os patriarcas e padres orientais, ou os representantes dos vários ritos da Igreja Católica, quer do Ocidente e Oriente. As duas horas e meia de celebração podem ser vistas no vídeo abaixo:


Antes do início da Missa, houve a proclamação, como Doutores da Igreja, de São João D'Ávila (espanhol, séc. XVI) e de Santa Hildegarda de Bingen (alemã, séc. XII), dois santos que, conforme Bento XVI, deixaram marca intensa de fé, em períodos e ambientes culturais bem diferentes e enfrentaram com muito sucesso os desafios da evangelização em suas distintas épocas, e que portanto, tornam-se exemplos para nós. No caso de São João D'Ávila, parece que o Papa quer dar um especial alento e coragem à Espanha que, dentre os países europeus, passa nos nossos dias por séria crise religiosa. Por outro lado, Santa Hildegarda de Bingen, chamada de "profeta teutônica", é a 4a. mulher reconhecida como doutora pela Igreja, depois de Santa Teresa de Ávila, Santa Catarina de Sena e Santa Teresinha de Lisieux. Ela lecionou teologia, foi fundadora de dois mosteiros, escreveu livros de mística e teologia, textos de medicina e análises de fenômenos naturais. 

Uma coisa que me chamou a atenção foram os constantes avisos para a imensa assembleia (a Praça de São Pedro estava toda tomada) afim de que mantivesse o recolhimento e sobretudo o silêncio, sobretudo após a homilia e a comunhão. Foi edificante sentir o silêncio daquelas milhares de pessoas, sobretudo nos momentos mais significativos da grande celebração.

Os textos bíblicos e orações da Missa não foram especiais para essa data, mas sim os do 24o. Domingo do Tempo Comum. A abertura do Sínodo e a comemoração de Nossa Senhora do Rosário (7 de Outubro) foram lembradas nas preces e na homilia. O papa, logo no início da homilia, disse: "Com esta solene concelebração inauguramos a XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que tem como tema: A Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã. Esta temática responde a uma orientação programática para a vida da Igreja, de todos os seus membros, das famílias, comunidades, e das suas instituições".

E ainda: "No início desta Assembleia sinodal, devemos aceitar o convite da 2a. leitura de hoje para fixar o olhar no Senhor Jesus, «coroado de glória e honra, por ter sofrido a morte» (Hb 2,9). A Palavra de Deus nos coloca diante do crucificado glorioso, de modo que toda a nossa vida e, em particular, o compromisso desta assembleia sinodal, se desenrole na presença d’Ele e à luz do seu mistério. A evangelização, em todo tempo e lugar, teve sempre como ponto central e último Jesus, o Cristo, o Filho de Deus (cf. Mc 1,1); e o Crucificado é por excelência o sinal distintivo de quem anuncia o Evangelho: sinal de amor e de paz, chamada à conversão e à reconciliação. Sejamos nós, Venerados Irmãos, os primeiros a ter o olhar do coração dirigido a Ele, deixando-nos purificar pela sua graça".

Enquanto o Papa falava, eu admirava o grande crucifixo, colocado ao centro e no alto do frontispício da Basílica Vaticana, como um imenso cenário que fazia de fundo a toda celebração. É um chamado urgente ao cristocentrismo na nossa fé e na ação pastoral.

O Papa refletiu também sobre o significado da evangelização, missão principal da Igreja, tanto para os povos não cristãos, como hoje, principalmente para povos de antiga cristandade que estão se afastando da fé... e essa é a nova evangelização. "O Sínodo que se abre hoje é dedicado a essa nova evangelização, para ajudar as pessoas a terem um novo encontro com o Senhor, o único que dá sentido profundo e paz para a nossa existência". Referiu-se também ao exemplo dos dois santos declarados doutores. A partir do tema da 1a. leitura e do Evangelho, falou da dignidade do matrimônio, afirmando: "há uma clara correspondência entre a crise da fé e a crise do matrimônio. E, como a Igreja afirma e testemunha há muito tempo, o matrimônio é chamado a ser não apenas objeto, mas o sujeito da nova evangelização. Isso já se vê em muitas experiências ligadas a comunidades e movimentos, mas também se observa, cada vez mais, no tecido das dioceses e paróquias, como demonstrou o recente Encontro Mundial das Famílias".

No final da Missa, já no meio dia, Bento XVI ao rezar o Angelus, comentou a festa de Na. Sa. do Rosário e exortou que, no Ano da Fé, todos os fiéis retomem o hábito de rezar o terço diariamente, contemplando os mistérios da vida de Jesus e de Maria. Falou em várias línguas, inclusive em português, aliás, bem pronunciado!

Antes e depois dessa solene liturgia, pude me encontrar e trocar idéias com os bispos brasileiros que participarão do Sínodo: Dom Odilo, Dom Sérgio Rocha, Dom Leonardo, Dom Geraldo Lyrio e Dom Beni. O presidente da CNBB, Dom Damasceno, não foi eleito pela CNBB pois pensava-se que seria convocado pelo Papa, o que não aconteceu. Mas ele virá para a abertura do Ano da Fé no próximo dia 11.

Termino com as palavras de Bento XVI: "Confiamos a Deus o trabalho do Sínodo com o sentimento vivo da comunhão dos santos invocando, em particular, a intercessão dos grandes evangelizadores, dentre os quais queremos incluir com grande afeto, o Beato Papa João Paulo II, cujo longo pontificado foi também um exemplo da nova evangelização. Colocamo-nos sob a proteção da Virgem Maria, Estrela da nova evangelização. Com ela, invocamos uma especial efusão do Espírito Santo, que ilumine do alto a Assembleia sinodal e torne-a fecunda para o caminho da Igreja, hoje no nosso tempo".

Roma, 07 de Outubro de 2012.

Pe. Luiz Alves de Lima, sdb

CADASTRE AQUI SEU EMAIL E RECEBA NOSSAS NOVIDADES