domingo, 18 de março de 2012

Liderança Pastoral Cristã Católica

Liderança: Sabedoria, Arte, Virtude ou Serviço?

  “O líder que cuida ele mesmo de tudo, que se envolve em qualquer coisinha, já não serve de exemplo nos dias atuais. Entretanto deve ter uma visão geral de tudo.
A crença na boa essência do outro não exige que o líder deva satisfazer-lhe todos os desejos.
O líder pode absolutamente dizer “não” e chamar a atenção de alguém, quando isto for conveniente; porém sempre de modo a que o outro não se sinta como o perdedor, que ele não seja diminuído ou desvalorizado”. (A Sabedoria dos Monges na Arte de Liderar Pessoas - Anselm Grün)
 “A hospitalidade abre a porta e acolhe. A convivência permite sentar juntos, coexistir e intercambiar.
Com a hospitalidade e a convivência é indispensável o respeito diante de cada pessoa humana, de outros povos, de suas culturas, tradições e religiões e diante de cada ser.
A tolerância passiva representa a atitude de quem aceita a coexistência com o outro não porque o deseje, mas porque não o consegue evitar.
Indiferença: Não vê no outro nada que valha a pena ou o possa interessar. Essa atitude o empobrece porque, caso acolhesse a diferença, poderia aprender e crescer com ela”. (Virtudes para um outro mundo possível, volume II, Convivência, Respeito e Tolerância - Leonardo Boff)
Evangelho de S. João 21, 15-17
15. Tendo eles comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu ele: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta os meus cordeiros. 16.Perguntou-lhe outra vez: Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta os meus cordeiros. 17.Perguntou-lhe pela terceira vez: Simão, filho de João, amas-me? Pedro entristeceu-se porque lhe perguntou pela terceira vez: Amas-me?, e respondeu-lhe: Senhor, sabes tudo, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas.
Apascentar: Levar as ovelhas ao pasto, cuidar delas e protegê-las.
Espírito de equipe: As lideranças devem cuidar para que as equipes priorizem o bem comum, perseguindo os objetivos pré-definidos.
Poder: É a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não fazer.
Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal.
Liderança: É a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum”. (O Monge e o Executivo - James Hunter)
 
Fonte: Blog do Catequista Luiz Carlos:
 
Luiz Carlos Ramos
Membro da Comissão Arquidiocesana para a Animação
Bíblico-Catequética de Maceió

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CADASTRE AQUI SEU EMAIL E RECEBA NOSSAS NOVIDADES